Uso de datas comemorativas nas escolas: o que rememoramos em março

Portal do Bicentenário

 

Nas escolas ao redor do país, costuma-se visitar as datas comemorativas, também chamadas de efemérides, em sala de aula. Esta é uma forma de relembrar eventos históricos, lutas sociais ou conquistas importantes para uma nação, podendo acontecer internacionalmente sendo também celebradas por outros povos. No entanto, essas efemérides tornam-se uma obrigação, com produção de atividades que não estimulam um pensamento crítico e que possam desenvolver algum sentido para os estudantes e os docentes. Procuramos apresentar algumas dessas datas, sua contextualização histórica e a relação com a educação brasileira nos 200 anos de independência. O objetivo é justamente possibilitar uma alternativa de trabalho que questione o lugar “tradicional” transformando as datas comemorativas em situações de aprendizagem, que as compreendam como produtoras de significados e identidades sociais e culturais.  Seu uso pode se dar na educação infantil através de contação de histórias, nos ensinos fundamental e médio nas disciplinas de ciências humanas e linguagens através do desenvolvimento de projetos interdisciplinares, produções textuais, peças teatrais entre outras possibilidades.

 

Datas comemorativas de março:

 

Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial – 21/03

21 de Março é Dia Internacional da Luta Contra a Discriminação Racial, data que relembra a vida daqueles que morreram para lutar pela democracia e pela igualdade de direitos humanos para todos na África do Sul durante o Apartheid, um sistema baseado na discriminação racial.
Cerca de 56% da população brasileira é composta por pessoas negras, no entanto essa parcela da sociedade não tem correspondência no acesso aos bens culturais e econômicos. O racismo e a desigualdade racial são heranças do longo período em que as pessoas negras foram escravizadas em nosso país.
As narrativas sobre as Independências são múltiplas, bem como sobre as pessoas que as protagonizaram. Nós do Portal do Bicentenário constituímos uma iniciativa em rede, e acreditamos na educação como base para transformação da nossa sociedade e como motor na luta contra o preconceito racial e todas as formas de discriminação.

Dia Nacional do Piso Salarial dos Professores – 23/03

No dia 23 de março celebramos o Dia Nacional do Piso Salarial dos Professores. A lei, sancionada em 2008, foi um marco na discussão sobre a educação no Brasil estabelecendo o valor mínimo que deve ser pago aos professores do magistério público da educação básica. Uma conquista nos 200 anos da educação escolar no Brasil Independente.
O Portal se solidariza com a luta pela garantia de direitos das professoras e acredita que a educação brasileira depende de uma ampla valorização da carreira docente.

 

Dia da Constituição – 25/03

25 de março é dia da Constituição, por isso, preparamos para você um material com algumas curiosidades sobre a data. Dá uma olhada!
O Portal do Bicentenário se solidariza com a luta pela garantia de direitos de todes brasileires, garantidos pela nossa Constituição, construída democraticamente buscando uma sociedade livre, justa e solidária. 

 

Discussão sobre o Golpe Militar de 1964 – 31/03

Em 2022 completam-se 58 anos do Golpe Militar de 64. Em meio à censura que ainda nos cerca, como recentemente no festival de música Lollapalooza Brasil, é importante rememorar o que esta data significou e quais foram os efeitos que carregamos até hoje em nossa conjuntura política. O Portal do Bicentenário se manifesta em respeito às vítimas e todes aqueles que tiveram seus direitos desrespeitados pela ditadura militar no Brasil. Reforça a importância essencial da participação da sociedade e dos profissionais da educação em conselhos escolares, na formulação dos Projetos Políticos Pedagógicos e na construção de uma educação de qualidade, inclusiva e que respeite a gestão democrática.

 

Para saber mais

LIRA, Aliandra Cristina Mesono; RIBEIRO, Débora; Dominico, Eliane; NUNES, Maristela Aparecida. A ausência de reflexão no trabalho com as datas comemorativas na educação infantil: em discussão o ‘Dia da Mulher’. Disponível em <https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciEduc/article/download/49047/751375152505/>. Acesso em 24/05/2022.

 

PROÊNCIO, Lilian Martins de; LIRA, Aliandra Cristina Mesono; DOMINICO, Eliane. É preciso falar sobre isso! As datas comemorativas nas instituições educativas. Disponível em <https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2017/24898_12403.pdf> acesso em 24/05/2022

TONHOLO, Thamiris Bettiol. Datas comemorativas no contexto escolar. Disponível em < http://www.uel.br/revistas/prodocenciafope/pages/arquivos/Volume4/TEXTO%2018%20-%20p.%20182%20a%20193.pdf>. Acesso em 23/05/2022

TESCHE. Camila Zentner; FINCO, Daniela. Experiências. O consumismo e as datas comemorativas na educação infantil. Disponível em: <https://www.rosasensat.org/revista/num-25-consumo-e-consumidor-3/experiencias-o-consumismo-e-as-datas-comemorativas-na-educacao-infantil/>. Acesso em 23/05/2022