Educação e Nação no Bicentenário da Independência (Aula 3)

Educação e imprensa

Com a proximidade do Bicentenário da Independência, para aprofundar os debates sobre os múltiplos significados desta importante efeméride, sobretudo no campo da educação, o Portal do Bicentenário promoveu o curso Educação e Nação no Bicentenário da Independência.  Nele, professores/as e pesquisadores/as de várias partes do Brasil expõem suas visões sobre grandes temas nacionais, abordando-os no transcurso dos últimos 200 anos.

Neste vídeo do portal Bicentenário, o convidado foi o professor Bruno Bomtempo da USP, onde ele abordou os assuntos de educação e imprensa nos dois últimos séculos. passando desde o surgimento dos primeiros jornais estabelecidos no Brasil 1908. Como a gazeta do Rio de Janeiro subordinado pela coroa, e o outro era o correio Brasiliense. Em outro é falado também dos jornais independentes que muitas vezes criticava a coroa.

Em outro tópico é discutido a legitimidade da imprensa e até onde vai sua legitimidade e sua influência, onde o professor faz uma observação comparando os períodos. Outra questão do vídeo muito importante que ele borda no vídeo, a polemica do século dezenove que foi trazida pelo iluminismo europeu onde é discutido a instrução da sociedade, de certo modo a imprensa achava aquilo perigoso ou uma ameaça para a elite.

Neste sentido, o professor comenta que a imprensa em certos períodos histórico educava apenas para aprisionar as pessoas em um tipo de sistema. Em outro ponto,  não menos interessante, ele aponta que a mídia em uma certa época como nos anos de 1880, começa a se industrializar, ou seja, já apresenta vestígios das grandes corporações. Destaca também, a taxa de alfabetização aumenta. Bruno ressalta a importância de jornais como o Estadão e Folha de São Paulo, que contribuem para uma educação mais liberal sem a influência conservadora das igrejas.

Por fim, dentre vários tópicos ele fala da educação e da impressa nos períodos democráticos, pós ditadura, fazendo uma comparação com os dias de hoje, quando para Bomtempo, a imprensa perdeu sua essência  em meio as crises das intuições democráticas de uma escala global e mesmo que a imprensa sendo alvo de críticas será importante para uma democracia.

Acesse a aula na íntegra aqui. Aula 3 – Educação e Imprensa.

Para saber mais Portal do Bicentenário

 

Resumo elaborado por Fernando Nunes e Eduardo Tura Ferreira, acadêmicos do Curso de História/FACH/UFMS.

Skip to content